sábado, 29 de março de 2014

Jerivá

"Jerivá" ou "jeribá" (Syagrus romanzoffiana) são termos originados do tupi jeri'wa e significa “escorre da boca”. É uma palmeira da família Palmae, nativa da Mata Atlântica, mas pode ser encontrada em ecossistemas associados.


É muito usada no reflorestamento de áreas degradadas e como planta ornamental de parques e jardins. No campo, sua madeira é muito utilizada na construção, além de fornecer um palmito de excelente qualidade. Seu fruto é carnoso, composto por uma mucilagem bem doce, e seu coquinho possui uma amêndoa deliciosa. Os animais adoram essa frutinha e ajudam na dispersão de suas sementes.


Comer a polpa do coquinho não é muito interessante porque fica grudada nos dentes. Então resolvi bater no liquidificador com um pouco de água e eis que surgiu um caldo bem denso. Coei, devolvi um pouco no liquidificador, com água gelada e açúcar. Surpresa: um delicioso refresco! O restante foi colocado em potes e congelado, pois rendeu muito. Cada recipiente (foto abaixo) rende dois litros de refresco.


Não consegui encontrar alguma análise dessa polpa para saber mais de suas propriedades. Mas sei, pelo tom amarelo escuro, que há bastante caroteno nela.

Nesta época, os coquinhos estão maduros. Então colha um pouco e se surpreenda com o sabor leve e único desta fruta exclusivamente brasileira!


22 comentários:

Ivone disse...

Amigo Augusto, adoro vir aqui e ver o quanto que me faz recordar de minha infância, pois esses coquinhos são deliciosos, nem imaginava que dava para bater no liquidificador e fazer suco!
Eu os comia e realmente grudava nos dentes,rsrs, meu amigo lindo, sempre aprendo muito contigo!
Abraços bem apertados!

Rosinha Benvenga e Teresinha Putrini Bortolotto disse...

oi Augusto adoro comer desses coquinhos, vou experimentar dessa maneira que vc, fez bjs Rosinha

Rita Sperchi disse...

Eu que o diga de como é bom esse
suco, bem geladinho, nossa o que a gente não faz com essa delicia, lembro bem do sitio a gente saboreava tanto
SEMANA QUEM VEM, faz um suquinho pra euzinha aqui vai rsrsrsrsr

Bom final de semana

bJUSSSS

J Araújo disse...

Augusto,com este post lembrei quantas vezes ainda criança chupava o caldo dessa fruta. Foi uma boa lembrança, me fez voltar no tempo. Obrigado!

Abraço

ॐ Shirley ॐ disse...

Comi muito coquinho na infância. Foi bom revê-los hoje aqui, Rita.
Beijos!

Nequéren Reis disse...

Amigo eu não sabia que fazia suco destes coquinhos.
tenha uma semana abençoada.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

ONG ALERTA disse...

Nunca havia pensado no suco, adorei a idéia.
Beijo Lisette.

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Olá Augusto,
Gostei imensamente de conhecer esta fruta
Parece muito saborosa
Obrigada pela gentil visitinha lá nos
Anjinhos Adorados
Fiquei feliz
Um grande abraço de
Verena e Bichinhos

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Obriga Augusto,pela visita e comentário.
bjs e um ótimo final de semana.
Carmen Lúcia.

Profª Lourdes disse...

Olá querido, retribuindo sua visita , seu carinho e atenção, sempre presente no meu cantinho.
“A cada dia a esperança se renova,
na busca de um amanhecer iluminado
trazendo novo sorriso .
UMMMMMMM senti saudade, experimentei dessa frutinha cítrica na casa da minha mana em Goianésia no Pará, uma delícia!!
Não há escuridão que permaneça
para sempre, quando existe um
sonho e uma esperança no amanha”.
Que sua noite seja tranquila e seu amanhecer abençoado, e que a chama da esperança continue viva em seu coração.
Abraços da amiga Lourdes Duarte

Patricia Galis disse...

Nossa qdo era criança adora comer esses coquinho tens razão a boca ficava horrível kkkk fora os bigatos que iam juntos eca kkkk
O suo nunca tomei gostei da dica.

Cris Henriques disse...

Olá amigo Augusto!

Quanto tempo, quanta saudade de te ler...
Como estás e como está o Renê?
O Freddie manda lembranças para vocês.
Desculpa a ausência... Amigos, os problemas informáticos e o trabalho, mantém-me afastada involuntariamente da blogosfera e os comentários, acumulam para serem moderados/respondidos, amigos blogueiros para visitar, etc.

Obrigada pelo carinho e amizade.

Não conheço esta fruta, mas parece-me deliciosa.

Beijos,

Cris Henriques

http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

Dorli disse...

Oi Augusto,

Senti-me velha com a sua postagem, pois era menina quando comia coquinhos e tudo que achava no campo. Naquele tempo não havia fio dental e a gente perdia os dentinhos logo. Depois que vieram os permanentes nunca mais comi coquinho, nem mangas e não adiantou tanto cuidado, deu um problema nos meus dentes e hoje são todos implantados; uma fortuna por sinal e quanta coisa deixei de comprar para pagar o dentista.
Esse suco de coquinho nunca fiz, onde achá-los? Por aqui só tem cana.kkk; mas já faço suco de manga.
Existem vários tipos de mulheres e homens, no meu caso nunca levei um fora, mas se levasse ou desconfiasse de algo, jamais iria me arrastar, mas como é ficção tudo é possível.
Adorei sua visita
Beijos
Lua Singular

Elianne Marques disse...

Para quem quer saber as Propriedades ;)]
O BUTIÁ (JERIVÁ) E SUAS PROPRIEDADES



Conhecida também como, coquinho azedo, é uma fruta nativa do cerrado, e seu nome científico é Butiá capitata, também conhecida como Jerivá.

Os frutos pequenos, globosos e amarelos, amadurecem no verão e são consumidos ao natural ou sua polpa, fortemente aromática, é usada na produção de licor e vinho.
É considerada uma fruta com teor de lipídico elevado, se comparado com frutas normalmente consumidas; Da semente, pode ser extraído um tipo de azeite comestível. Assim como a maioria das frutas normalmente consumidas, a polpa do coquinho-azedo (butiá) apresenta baixo teor proteico, porém seu teor de fibra detergente neutro, que determina celulose, hemicelulose e lignina, é elevado, e também pode ser considerada rica em vitaminas e alguns minerais, como o potássio.

Cada pé de coquinho azedo produz, em média, três cachos por ano, podendo, no entanto, chegar a 15 cachos/ano. Em geral, cada cacho produz cerca de 180 frutos, mas pode variar de 18 a 555. Os frutos são arredondados, medem cerca de 2 centímetros de comprimento e quando maduros tem coloração amarela, com polpa comestível de sabor azedo a adocicado, rica em fibras, vitaminas A e C, além de potássio.

Devido às suas propriedades nutricionais e ao delicioso sabor, o coquinho azedo resulta em uma série de produtos beneficiados como sucos, polpas, picolés, geléias, licores e sorvetes, assim como é muito apreciado in natura.

Rosana disse...

Oi Algusto, acabei de fazer suco batido no liquidificador, ficou muito bom. Gostaria de ter receita doce ou salgada desta fruta. Uma dúvida pois buriti e uma fruta maior e sem fiapo e a jerivá menor com fiapo, tá certo a informação.

Augusto Sperchi disse...

Bom dia, Rosana! Está correta sua informação sim. Quanto às suas perguntas, é possível fazer sorvete da polpa do jerivá e talvez uma mousse, mas como a polpa já é doce, acrescente suco de limão. Esta última eu nem tentei fazer, mas deve ficar deliciosa. Um abraço!

Horácio disse...

Oi Augusto boa tarde, eu amei sua idéia, pois numa praça de frente minha casa tem estes coquinhos, eu sempre pensei em pesquisar para fazer algum uso, pois eu faço várias receitas de frutas crua.

Eu lavei os coquinhos
deixei de molho na água, joguei água e bati no liqui
no modo pulsar varias vezes, coei e bati com uma manga bem madura
uma banana madura, levei para dar uma leve congelada.
ficou uma delícia de sobremesa com uma consistência boa, experimentem. Acredito que seja bom para um bom funcionamento dos intestinos.
Abraços!!

israel silfer disse...

Olá, amigo. Um excelente e engenhoso trabalho o seu. Acho está fruta excelente e sinão que não a aproveitamos ao máximo. Logo, vendo seu artigo, notei que você é uma pessoa engenhosa. Gostaria de saber como, pois, produziu esse suco. Há uma dica especial? Essa é uma fruta complicada no sentido de produção de suco/polpa, então pesso que me esclareça nisso se puder. Obrigado.

Augusto Sperchi disse...

Olá Israel.
Como você bem disse, não há muito que se pesquisar sobre essa deliciosa frutina, mas pelos comentários é possível fazer suco, sorvete, pudim, bolo e mousse dela.
Só consegui extrair o suco bem denso, que me rendeu vários litros de um suco delicioso.
Não sei onde mora e se há muitos jerivás por aí. Cabe experimentar e usar sua engenhosidade para desenvolver outros produtos que podem ser comerciáveis.
Desejo-lhe Boa Sorte! Abraços!

Thaia Orioli disse...

Olá amigo. Vc poderia me dizer se tira a polpa do jeriva? Obrigada 🙂

Augusto Sperchi disse...

Olá Thaia. Leia a introdução da postagem e saiba como extraí a polpa de ssa fruta. Abraço.

Andre Souza disse...

Amigo, Augusto tenho um lindo pé de Jerivá no meu quintal, suco eu nunca tentei mas com certeza tirarei proveito dessa opção. Tenho um tesouro da natureza em casa e não estava aproveitando de seus benefícios, rs!!
Um grande abraço.