sábado, 24 de novembro de 2012

Caruru

O Caruru (Amaranthus viridis) é uma pequena planta nativa das Américas. Também conhecido como bredo na região Nordeste e muito utilizado na culinária local. Sendo parte da culinária indígena e assimilada pelos escravos, foi difundido para todo o Brasil. Da planta, se aproveita tudo: folhas e talos são excelentes em refogados, molhos, tortas, pastéis, risotos, panquecas, bolinhos e tempurás; as sementes, em tortas, pastéis e pães; e as raízes, como chá para os problemas hepáticos. Muito rico em ferro, cálcio, potássio, cobre, magnésio, manganês, fósforo e vitaminas A, B1, B2 e C. É grande fonte de fibra dietética e antioxidante, além de defender o organismo contra as infecções e a desnutrição, já que é o vegetal com o maior nível de ômega-3. Tendo função lactígena e adstringente, combate problemas do fígado, a hidropisia, a garganta seca, além de regular as funções da bexiga.
Devido à sua fácil reprodução, é comum ver essa planta crescer viçosa em terrenos baldios. Também é de fácil identificação, já que apresenta uma manchinha roxa no centro de suas folhas e inflorescência em forma de cacho. Porém, deve-se tomar cuidado porque algumas variedades apresentam espinhos pontiagudos, com picadas muito doloridas. Mas, na forma branda, como o mostrado na foto (mais comum) pode ser manipulado e consumido sem receio.


4 comentários:

Ivone Poemas disse...

Augusto, conferindo aqui a sua indicação, nem sei se poderei achar isso por aqui, mas vou tentar!
Mas continuo a firmar que é um prazer poder ter plantas assim por perto.
Pelo que li sobre seu perfil és de uma cidade do interior e aí é bem fácil né?
Amo cidades onde se pode ver crescer as plantas, amei esse seu post, nossa, realmente me fez recordar minha infancia mesmo aqui em São Paulo dos Anos Dourados, pois é!
Mais abraços!!!

Rita disse...

Conheço essa plantinha, e sei onde
tem, e essa foto é de uma bela horta que tem na casa de um lindo professor kkkk, hj fiquei sando tudo sobre ela
Bjuss
Rita!!!

VERINHA T disse...

Olá Augusto.
Vim te ler.
Adorei este post, muito interessante e informativo, aprendi muito sobre o caruru.
Bela quarta feira, beijinhos.

Vania silva santos disse...

Encontro sempre esta planta em minha chácara, as que aqui encontro tem realmente uns espinhos bem pequenos, então, quero saber se é comestível. Obrigada.