sábado, 28 de maio de 2016

Jiló



Parente da berinjela, do tomate, do joá, da jurubeba, da maria-pretinha, das pimentas e dos pimentões, o jiló (Solanum gilo), famoso por seu gosto amargo, é  o fruto do arbusto "jiloeiro",  planta da família das Solanaceae. O fruto pode ser oblongo, alongado ou quase esférico, conforme a variedade, de coloração verde-clara ou escura. Nativo tanto da África como da América do Sul, onde a maior parte de sua família se encontra.



Odiado pelas crianças e por alguns adultos que não diversificaram o paladar, é geralmente servido cozido, refogado, ensopado ou assado. Essas formas realçam o sabor amargo, de difícil aceitação e combinação com outros sabores. Já, quando frito, fica mais fácil acompanhar um arroz branquinho.


Então aqui vai uma receita simples, que pode servir para acompanhar qualquer comida e quando faço aqui em casa, é o primeiro a desaparecer.

Você precisará de:
8 jilós grandes
1 xícara de amendoim torrado e salgado
2 colheres de sopa de açúcar

Lavar bem os jilós, picar em rodelas finas e fritar em óleo quente. Quando estiverem dourados, retirar e secar em papel toalha para que fiquem bem enxutos.

Bater no liquidificador o amendoim e o açúcar até que vire uma farinha. Colocar os jilós numa vasilha, despejar a farinha e misturar bem. Já está pronto para acompanhar qualquer prato.

4 comentários:

Ivone disse...

Que postagem maravilhosa amigo Augusto, estava com saudade de vir aqui!
Amei a receita e vou fazer o jiló assim, para experimentar, eu gosto de fazer ao molho de tomate ou saladas, são saborosos, gosto de comprar os bem grandes e verdinhos!
Abraços apertados meu amigo e tenhas uma linda noite de sábado!

✿ chica disse...

Interessante e diferente receita! Não sei se gosto, nunca provei o tal do jiló.Talvez a oportunidade agora...abraçoa,chica

Rita Sperchi disse...

Bom eu sei como é gostoso esse jiló
eu adorei o sabor é incrível fica
bem diferente e nem percebemos que é esse
amarguinho que quase ninguém gosta

Bom dia de domingo e parabéns pela receita
bjusss
Rita

Clau disse...

Boa tarde Augusto,
Amo jiló!
Confesso que nunca o experimentei frito,
mas fiquei com vontade!
Valeu pela dica!
Bjs!